Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

13 de out de 2011

Blog do Barbi-Carlos Barbieri: BI2-Big Data-Parte III- Relatório da McKinsey Glob...

Blog do Barbi-Carlos Barbieri: BI2-Big Data-Parte III- Relatório da McKinsey Glob...:

Foi publicado em Maio de 2011, uma detalhada análise dos efeitos do Big Data nos diversos segmentos de negócios, para os próximos anos. O trabalho Big data: The next frontier for innovation, competition and productiviy, foi elaborado pelo MGI_Mc Kinsey Global Institute, braço de pesquisa da conceituada McKinsey, com dois focos diferentes; um econômico e outro gerencial, tentando moldar as influências desse novo conceito nos domínios da economia e dos negócios. Na realidade, a percepção sobre Big Data deve ser em vista em duas direções: a de causa e a de efeitos. O fenômeno Big Data, será a “causa” de melhorias analíticas aplicadas na busca de informações e de conhecimento e será “efeito” de uma série de novos processos e necessidades de negócios, estendidas para domínios, antes não observados.
Os dados produzidos pelas empresas, centrados nos seus clientes, fornecedores, colaboradores, etc se juntam aos produzidos por milhões de sensores espalhados em celulares, carros, câmeras, etc para criar , em altíssimo volume, o conceito de Big Data. Os dados, sejam “big” ou não, cada vez mais se transformam em ativos fundamentais das empresas e se alinham com outros fatores de produção, como ativos fixos e capital humano nas atividades econômicas modernas e nas engrenagens de crescimento e inovação.
O foco desse relatório se firma no valor agregado que esse novo tipo de insumo pode trazer para as organizações ou setores da economia e tenta, de certa forma, quantificar o seu valor.
O trabalho foi desenvolvido pela equipe McKinsey e contou com a valiosa colaboração da Academia, na figura das Universidades de Califórnia, San Diego, através do seu Centro Global para Informação da Indústria (Global Information Industry Center), além de figuras importantes envolvidas na área de informação da Universidade Berkeley, do conceituado MIT e outros.
Alguns pontos importantes apontados no relatório da McKinsey indicam a propensão de algumas áreas como potencialmente influenciadas/influenciadoras do conceito de Big Data.
Área de Administração Pública:
Na Europa, nesse segmento, são estimado gastos de 250bilhões de euros/ano;
O conceito de Big Data influenciará na facilidade de atendimentos, como pré-preenchimento de dados em documentos(Imposto de renda, por exemplo), devido à maior amplitude de informações existente ;
Permitirá a exposição de variações de efetividade entre diferentes unidades públicas de atendimento, buscando maior produtividade e qualidade dos serviços;
Permitirá uma melhor segmentação de público visando maior efetividade no seu atendimento. A Agência Nacional de Empregos da Alemanha, por exemplo, reduziu gastos em 10 bilhões de euros/anuais, depois de melhor classificar os seus “clientes”, ou em outras palavras os “desempregados”;
O crescimento do conceito de Big Data impulsionará também a aplicação de algoritmos automáticos para realizar revisões de documentos;
O conceito também facilitará mecanismos públicos de transparência de gastos, como o existente na Inglaterra e acessível em www.wheredoesmymoneygo.com ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário