Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

1 de jan de 2012

A execução da estratégia através da integração das metodologias BSC/BPM

Por: André Vidma


Diante de uma das maiores preocupações dos CEO´s na atualidade que reside na execução da estratégia, vejamos o que Ram Charan escreveu em seu livro EXECUÇÃO – A Disciplina Para Atingir Resultados! : “[Execução] é um conjunto específico de comportamentos e técnicas que as empresas precisam dominar para terem vantagem competitiva. É uma disciplina por si só!”

Mais a frente, uma das conclusões a que chegam os autores do livro é a necessidade de se unir pessoas, estratégias e operações, que são os processos chaves da execução.

Partindo de uma visão estratégica da gestão empresarial, o Balanced Scorecard (BSC) procura desdobrar a estratégia até o nível de processos, estruturando um sistema de indicadores de desempenho balanceado e coerente com essa estratégia embasado sempre no capital humano. Sua operacionalização exige que esses processos sejam conhecidos e medidos, de forma a viabilizar o feedback estratégico. No entanto, existe uma lacuna entre os indicadores estratégicos oriundos das macro-estratégias da organização e os indicadores operacionais, derivados da operação da empresa.

Como conseguir o alinhamento perfeito entre estes indicadores é, em nossa visão, um dos principais fatores para garantir a excelência na execução da estratégia, pois para que as pessoas compreendam e materializem os objetivos e metas estratégicas, estes necessitam estar alinhados aos objetivos e metas da operação, do dia-dia da empresa, isso só é possível quando conhecemos os processos operacionais e temos os indicadores operacionais definidos e medidos.

Em nossa abordagem, entendemos que a metodologia do BSC permite a identificação dos temas estratégicos, objetivos e metas organizacionais, que são distribuídos no mapa estratégico, desdobrados para as demais áreas e tem os indicadores estratégicos atrelados a este mapa para o monitoramento da implementação da estratégia dentro da organização.

Através do BPM (Business Process Management), é possível identificar o segmento, o mercado e o ramo de atuação da empresa, a partir dessa visão identifica-se a arquitetura da cadeia de valor e engenham-se os macro processos das cadeias, definindo os indicadores fundamentais de cada um destes macro-processos.

Uma vez que possuímos os indicadores estratégicos mapeados através do BSC e também conhecemos os indicadores operacionais obtidos através da engenharia de processo do BPM, a tarefa de alinhá-los é o próximo grande desafio.

Para tanto, é necessário exercitar a relação de causa e efeito entre os indicadores estratégicos e operacionais. Este nexo causal é o que move a estratégia para a operação da organização e permite a materialização dos objetivos estratégicos dentro do dia-dia das empresas contribuindo de maneira contundente na Execução das estratégias empresarias.

Formalize e desdobre o planejamento estratégico através do BSC, engenhe e otimize os seus processos através do BPM, promova o alinhamento dos indicadores estratégicos e operacionais e consiga, além da melhoria de performance,  a excelência na Execução de sua estratégia.

André Vidmar presta serviços de consultoria em empresas dos mais diversos segmentos. É especializado na elaboração e implementação do planejamento estratégico com o Balanced Scorecard. Ministra palestras e cursos sobre Gestão Financeira, Planejamento Estratégico, Custos, Formação de Preço, Balanced Scorecard e Matemática Financeira.




Nenhum comentário:

Postar um comentário