Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

15 de fev de 2012

BSC - BALANCED SCORECARD

Por: qualidade.com.br
Em: http://www.qualidade.com.br/internas/int1.php?item1=&item2=&item3=&idIntA=24


O valor e a utilidade dos indicadores de desempenho estão intimamente relacionados à capacidade de comunicar o que é realmente importante e influenciar as pessoas a fazerem as coisas certas. O Balanced Scorecard viabiliza a montagem de painéis de indicadores gerenciais em todos os níveis da organização, integrados tanto vertical como horizontalmente. O modelo preconizado pela metodologia do BSC permite o desdobramento de cima para baixo de indicadores de desempenho que conectam a visão e estratégia de mais alto nível com as ações nos níveis táticos e operacionais, onde os planos são realmente implementados.

BSC 1O Balanced Scorecard (BSC) fornece um modelo conceitual para traduzir a estratégia empresarial num conjunto de objetivos e indicadores de desempenho estruturado em quatro perspectivas: Financeira, Clientes, Processos e Pessoas. O BSC é um modelo multidimensional que ajuda os executivos a articular, descrever, comunicar, implementar e monitorar suas estratégias em todos os níveis da organização. Isso é conseguido conectando objetivos, iniciativas e medições à estratégia organizacional.

Formulação – A visão da organização através das quatro perspectivas facilita a construção de um conjunto de objetivos integrados e coerentes entre si. As perspectivas Financeira e Clientes orientam a definição de objetivos relacionados aos resultados (outcomes) do negócio. As perspectivas de Processos e Pessoas orientam a definição dos objetivos relacionados aos meios necessários (drivers) para a viabilização dos resultados almejados, estabelecendo  claramente as relações de causa e efeito entre ações e resultados.
 BSC 2
Comunicação – O Balanced Scorecard inclui Mapas Estratégicos, recurso gráfico para ajudar a comunicar uma visão unificada da estratégia. Eles ajudam as pessoas a entenderem a lógica e a inteligência da estratégia e como os diferentes objetivos se relacionam. Mais importante, os Mapas Estratégicos fornecem a cada unidade e indivíduo uma visão de como seus objetivos, projetos e realizações contribuem para o sucesso da estratégia global da empresa.

Desdobramento – Nesta etapa o grande desafio é fazer com a mensagem passe por toda a cadeia de comando sem distorções e perda de coerência. Esclarecendo a lógica da estratégia global, os Mapas Estratégicos orientam cada unidade no desdobramento dos objetivos maiores em objetivos locais e em traduzi-los em projetos e tarefas alinhados com a estratégia global.

Execução – Os indicadores que formam o BSC transmitem uma clara e forte mensagem para toda a organização sobre o que é importante, o que se espera de cada um e como cada unidade ou pessoa será avaliada. O perfeito entendimento da estratégia, papéis e responsabilidades é a condição essencial para se conseguir o comprometimento e engajamento de todos.

Avaliação – Formado por um conjunto coerente de indicadores orientados para a estratégia, o Balanced Scorecard provê os meios para monitorar as tendências, detectar os desvios dos objetivos, localizar as causas primárias de desempenhos insatisfatórios, procurar explicações e obter respostas. Com seu enfoque equilibrado entre indicadores de resultados (outcomes) e indicadores de atividades e ações (drivers), o BSC fornece não só medições de fatos passados mas, especialmente, medições sinalizadoras de tendências (indicadores de processos) que permitem ações preventivas para corrigir falhas antes que seus efeitos atinjam os clientes e comprometam os resultados financeiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário