Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

18 de mar de 2012

Gestão de Projetos X Gestão de Pessoas- Parte II

De: Renato Lopes
Em: http://www.tiespecialistas.com.br/2012/02/gestao-de-projetos-x-gestao-de-pessoas-parte-ii/


Olá pessoal desculpem a demora na parte II, mas aí vamos nós! Esse artigo é continuação  do  Parte I.

Dadas as tarefas aos devidos participantes,  peça relatórios semanais ao líder e em momentos distintos, converse informalmente com os outros participantes para cruzar informações e auxiliar subliminarmente.

Acompanhe esporadicamente as reuniões como ouvinte para sentir a participação de todos e como o líder se comporta como mediador nas tarefas e discussões, repare onde sentam os participantes, e vai perceber que os aliados (ou os que estarão mais entrosados) sentarão lado a lado, geralmente o mediador senta na ponta, isso quer dizer que você como gestor e ouvinte para observação deve sentar ao fundo um pouco deslocado da mesa, a idéia é que sua presença não iniba os participantes e que você possa colher o máximo de informação do projeto bem como dos envolvidos.

Repare nos olhares, cutucões, dispersões e outros sinais físicos que podem ser de grande valia na observação do grupo. Informe com antecedência o que deverá ser feito na apresentação do projeto incluindo como foi o processo, como ficou o produto final;  o único que não deverá expor será o Líder.

A idéia da apresentação é tomar nota do envolvimento de cada um no projeto bem como o conhecimento do que foi desenvolvido, nesse caso faça anotações divididas por itens:

- Olhar:

Ele deve ser intercalado entre a apresentação com tópicos de apoio para desenvolver o assunto e aos participantes (veja que esta no plural, o objetivo é apresentar a todos).

Se o olhar estiver só direcionado à apresentação onde geralmente há textos longos, será mais uma leitura que um apoio, se estiver olhando para um só participante, provavelmente uma ação inconsciente de apoio com um gesto que pode apoiá-lo ou reprimi-lo, bem como o olhar para o nada que inclina para um o medo do questionamento.

*Dica: Se o participante olhar só para o Gestor, sugiro que você troque de local em algumas ocasiões para mudar o foco.

- Fala:

A fala deve estar em tom claro, direcionado e objetivo e o mais importante deve ter ritmo!

Observar se o participante ao explanar não está falando muito baixo ou “para ele mesmo”, nesse caso é importante o líder alertá-lo para corrigir e melhorar o entendimento, veja se não há um excesso de repetições de algumas palavras ou pausas longas, a ansiedade ou nervosismo pode gerar um atropelo nas palavras, então saboreie as palavras.

*Dica: A fala muito calma pode dar sono e a muito rápida a falta de entendimento por isso digo ritmo!

- Gestos:

Gestos médios ilustrando o assunto e a apresentação, chamando a atenção sem tirar o foco. Gestos extravagantes deixam o foco na pessoa e não no assunto, sem gestos entedia, como mãos aos bolsos, mãos para trás, então ache um meio termo.

*Dica: Mantenha as mãos na altura da cintura fazendo gestos médios, dependendo da sala caminhe entre os participantes isso deixa mais dinâmico.

- Conhecimento:

O domínio deve ir além do slide, a dissertação vocal a respeito do assunto mostra o quanto envolvido está.
Repetições de termos e palavras, além do bom e velho “embromation” (ato de falar,  falar e não dizer nada) e ainda confunde  o interlocutor.

*Dica: Faça perguntas pertinentes ao assunto do projeto que não consta no slide, e averigue se na resposta além dos pontos observados acima não há um olhar de “socorro!” para os componentes da equipe, de preferência faça perguntas distintas aos integrantes como mesmo foco, isso ajuda na análise.

Feito isso peça para que eles explanem como se saíram com base nos pontos acima e cruze com suas informações isso vai te trazer um fator importante a trabalhar, que é a auto observação e a consciência do ato dos participantes, podendo passar um feedback mais enriquecedor.

Parabenize a todos e divulgue o resultado, afinal o reconhecimento faz parte da melhora do ambiente de trabalho, e propicia a sensação de dever cumprido!

Nenhum comentário:

Postar um comentário