Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

10 de mar de 2012

Inteligência Organizacional e a desestruturação do conhecimento

Por: Paulo Amaral
Em: http://pauloamaral.blog.br/culturas-do-conhecimento-a-quebra-do-paradigma-da-gestao-do-conhecimento/


Inteligência Organizacional e a desestruturação do conhecimento

conhecimento Culturas do Conhecimento   A Quebra do Paradigma da Gestão do ConhecimentoDias atrás respondi ao questionamento de uma leitora a respeito do tema Gestão do conhecimento. Neste post em questão, comentei sobre minha experiência na implantação do sistema de construção coletiva do conhecimento e seus desdobramentos. A ferramenta que utilizei foi omediawiki, pois é fácil “de mexer” e facilita uma iniciativa colaborativa voltada para este modelo.
Após algum tempo, tive certo sucesso e acabei descobrindo macetes que ajudam muito e de certa forma servem como dica para o pessoal que vai iniciar um projeto desta envergadura.
A idéia de gerenciar o conhecimento está ultrapassada. A ordem agora é nutrir culturas de conhecimento.
Karl Albrecht

Porque a velha abordagem não funciona mais ?

Abaixo, segue minha reposta a leitora :
Oi Adriana,
Realmente o díficil é envolver as pessoas. Uma dica é escolher uma área chave e começar por ela antes de divulgar a iniciativa. Caprichar no visual e no conteúdo e também dar suporte a vídeos e colaboração intensiva. Naturalmente através do que chamo ” difusão por inveja” a coisa começa a “pegar”, porém em minha experiência anterior, te digo que só o wiki não basta. Conteúdo visual relevante e outros fatores também dão o tom para o projeto ter sucesso. O projeto deve englobar desde acessos facilitados até a remodelação do seu website ou intranet interna. O mkt e divulgação são importantes também além de treinamento para alta direção e colaboradores em todos os níveis.
Deve-se colocar a área de T.I em sintonia com todos os departamentos e realizar um coleta prévia de dados para saber qual as necessidades pontuais. De preferência integrar tudo em uma só ferramenta para facilitar o acesso. Deixar a abordagem técnica de lado e “ver” o ponto de vista de quem vai usar o sistema, ou seja, trabalhamos com pessoas.
Recomendo fortemente a todos que revejam também seus paradigmas. A simples gestão do conhecimento já não resolve mais. A idéia agora é nutrir culturas do conhecimento. Sou da àrea de T.I e acredito que a abordagem técnica querendo “por ordem” neste conhecimento é míope. Em vez do conhecimento puro e simples devemos incorporar a Inteligência organizacional. Por ordem neste conhecimento inibe o que deve ser espontâneo ea inovação.
O conceito de Peter Drucker sobre trabalhadores do conhecimento precisa ser atualizado. Pense bem sobre isso. Algumas tarefas ditas ” inteligentes” não passam de algo repetitivo e operacional sem adicionar valor algum,  parecendo com uma linha de montagem em manufatura !



Nenhum comentário:

Postar um comentário