Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

22 de mar de 2012

VOCÊ PERCEBE OS CICLOS?

Por: YOSHIO KAWAKAMI
Em: PRAGMA YOSKAW


Uma das coisas interessantes da vida são os ciclos. O ciclo da estações muda a paisagem e o clima. O ciclo das marés muda o mar e as praias. O ciclo dos anos muda a vida das pessoas.

Da mesma maneira, é o ciclo dos negócios que muda e transforma a empresa, mudando e transformando também a vida das pessoas nas empresas. Mas nem sempre todas as pessoas percebem o ciclo dos negócios da empresa ao mesmo tempo.

Muitas vezes o próprio entendimento do ciclo dos negócios ao longo do ano é limitado para os funcionário e para gestores da empresa. Você está se perguntado se sua empresa tem ciclos ao longo do ano? Provavelmente, não. A sazonalidade anual é tão bem conhecida por todos que poucos poderiam desconhecê-la.

Pois sabemos quando venderemos mais, quais datas comerciais são mais importantes, qual a época do ano em que produzimos mais e que produtos produzimos em cada época, por exemplo. Por ser repetitivo num período muito curto, percebemos este ciclo anual e ajustamos nossas atividades às variações estabelecidas pelo ciclo.

Mas e os outros ciclos? Quais são e que importância tem sobre a empresa e sobre a sua vida?

Estes ciclos são mais difíceis de serem percebidos e nem sempre são claros para todos. Um exemplo interessante que utilizo sobre ciclo de negócios é da moda. É um aviamento de costura chamado popularmente de "sianinha"! É uma fita ondulada, colorida, que serve para decorar roupas femininas e fazer artesanatos. Depois de ter sido muito popular, no início dos anos 60, um dia tornou-se "fora de moda" e desapareceu completamente do campo de interesse das pessoas. 

Certamente a sua produção deve caído para zero e a sua comercialização também. Porém, depois de mais de 10 anos, quase 20 anos, a sianinha ressurgiu como um elemento decorativo nas roupas fazendo movimentar novamente a indústria e o comércio. A indústria, as máquinas, o processo e os eventuais estoques remanescentes resurgiram para atender a demanda.

Imagine você um fabricante de aviamentos percebendo o ressurgimento da sianinha e tendo que tomar a decisão de investir na área. Investe rapidamente? Espera um pouco? Aguarda a moda pegar? Para cada postura corresponde uma série de consequências para os seus negócios. A percepção do ciclo pode fazer a diferença entre ganhar, muito e perder muito...

Nas empresas, os ciclos podem ser de outras naturezas. Por exemplo, podem ser de fases econômicas e políticas. Estamos numa fase de crescimento estável? Estamos numa fase de reordenação mundial? Estamos numa fase de conflitos sociais? Para cada um destas fases corresponde um ambiente de negócios com um conjunto diferente de características.

E os ciclos dos negócios da empresa? Estamos numa fase de expansão global? Estamos numa fase de investimentos regionais seletivos? Estamos numa fase de diversificação dos negócios? Estamos numa fase de crescimento por fusões e aquisições? Ou estamos numa fase de desinvestimento em alguns setores?

Há também os ciclos internos da empresa, que alteram as organizações e modificam as relações pessoais e laborais. É uma fase de mudança de modelo organizacional? É uma fase de renovação do quadro de gestores? É uma fase de inovações? É uma fase de investimentos sociais e ambientais? É uma fase de investimentos em novos talentos?

Porque é importante perceber os ciclos? Porque se você não perceber os ciclos das estações, pode estar com a roupa errada num dia de inverno ou pode estar pescando na maré errada. Pode também estar alimentando-se erradamente em relação às necessidades do seu corpo, para a sua idade...

Da mesma forma, na sua vida profissional, você pode estar investindo no conhecimento desnecessário ou numa atividade sem grande futuro na empresa. Ou pode estar descontente com uma mudança organizacional, rejeitando-a e combatendo-a quando o ciclo dos negócios da empresa está demandando-a como uma prioridade para crescer ou sobreviver.

Por isso, a leitura do contexto e dos ciclos é muito importante. Você saberá antecipar-se diante do próximo ciclo? Será o mais preparado para a próxima mudança?

2 comentários:

  1. Muito interessante esse artigo...ciclos são processos.. parabens !

    ResponderExcluir
  2. Irani, obrigado pela interação.

    Grande abraço,

    Gandra

    ResponderExcluir