Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

30 de abr de 2012

Por que SOA?

Por: Frank Rodriguez Gonzalez
Em: http://www.tiespecialistas.com.br/2012/04/por-que-soa-2/


Por que SOA?

Existem muitas possíveis respostas para esta pergunta.

Os mais puristas vão responder “Por a reutilização dos objetos”. Os gerentes de projetos vao a indicar o tempo de entrega do projeto (time2market). Outro time vai invocar que vamos a entregar produtos com maior qualidade.

No fundo todo se resume a um fator que o que deve ser importante para um CIO. SOA e qualquer arquitetura é uma questão de dinheiro, fazer ganhar dinheiro a companhia, criar vantagens competitivas antes nossos concorrentes, diminuindo nossos custos, entregando com maior qualidade no menor tempo possível.

Qual é o diferencial do modelo econômico SOA com os anteriores?

SOA Modelo Econômico

Hoje as empresas resolvem as necessidades do negócio e suas demandas do modo tradicional “fazer ou comprar”, se constroem soluções completas, teoricamente na medida do negócio.

Geralmente estas soluções completas são um bloco monolítico onde implementamos a solução completa, à medida das necessidades de nosso negócio, colocamos lógica de apresentação, lógica de segurança e lógica de negócios todos na mesma solução; isso é conhecido como “solução spaghetti”.

Numa análise bem fria desta solução vemos que temos implementado muitas lógicas dentro da aplicação, mas só uma está agregando valor ao negócio, as demais seriam os males necessários da TI.

No mundo atual globalizado e mutante aplicações isoladas têm poucas oportunidades de sobreviver, cada dia aparecem novas necessidades onde vai ser mais viável financeira e tecnicamente integrar aquelas aplicações que um dia nasceram como aplicações isoladas ao conjunto de soluções da Companhia e utilizá-las como um serviço, sem necessidade de reescrever a solução.

É muito comum que os esforços de integração de aplicações legadas e construídas monoliticamente seja enrustido no custo dos novos projetos do negócio da Companhia. Isso porque o esforço de integração é uma parte integral da demanda conduzida do projeto.

O modelo pré-SOA descreve custos:

Modelo Pré-SOA 1

Os esforços de integração ponto a ponto são cada dia mais desgastantes para as companhias, as soluções ponto a ponto são caras, sua robustez comprometida e sua capacidade de crescimento tanto em volume de transações como em novas integrações no melhor dos casos é duvidosa.

Existe um indicador interessante que pode ajudar na identificação de soluções de arquitetura falhas: se um dos sistemas é responsável por fazer a conectividade com outros sistemas ou fazer a transformação dos dados, você está diante de um modelo onde existem responsabilidades indevidamente delegadas.

Os sistemas devem ser focados nas lógicas de negócio para os quais foram criados, delegando outras funcionalidades para outras peças de infraestrutura.

Contrastando com o modelo “fazer ou comprar” SOA é inerente ao modelo “obter e integrar” no qual serviços são entregues como parte de um programa de investimento, e são usados para integrar novos serviços ou para a orquestração.

No novo modelo SOA os serviços devem ser gerenciados como produtos, prestando serviços para múltiplos consumidores, com níveis de serviços bem definidos. Os custos de gerenciamento desses serviços (produtos) devem ser rateados entre todos os usuários.

Neste modelo os custos de integração são progressivamente reduzidos. Serviços provêm de uma abordagem estruturada para usar suas capacidades e progressivamente eliminar as integrações ponto-a-ponto.

Modelo Post SOA

Modelo SOA 1

Resumo

Já temos uma resposta que engloba de uma forma ou outra as anteriores. SOA é um modelo arquitetural que vai nos permitir melhorar os resultados da companhia diminuindo os custos do desenvolvimento, reutilizando os recursos existentes, melhorando a qualidade dos entregáveis, diminuindo o ciclo de saída ao mercado e tendo uma visão holística dos esforços realizados pela TI.

Acredito que temos bons argumento$$$.



Nenhum comentário:

Postar um comentário