Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

16 de mai de 2012

Planejando a Execução da Estratégia: Trabalho Colaborativo

Por: Maurício Affonso dos Santos
Em: http://thebpmexperience.wordpress.com/2012/04/16/planejando-a-execucao-da-estrategia-trabalho-colaborativo/


A execução da estratégia corporativa passa basicamente  pela implantação das iniciativas (ou projetos) estratégicas definidas, bem como pela melhoria dos processos de negócio relacionados à estas iniciativas. E para que estas implantações tenham sucesso, é vital que antes seja feito um planejamento das ações necessárias para que isto ocorra.
Elaborar um plano de ação pode ser uma atividade bastante simples e rápida, porém ineficaz, dependendo da forma como é realizado. Dois erros comuns na elaboração de um plano de ação são:
  • Muitas vezes, em função da pressão para finalizar o plano de ação, o gestor pela iniciativa ou processo elabora sozinho o mesmo, sem envolver outras pessoas no processo.
  • Outras vezes,o plano é elaborado com base unicamente na percepção das pessoas, sem uma análise mais detalhada das diversas variáveis envolvidas, antes da definição das ações necessárias.
A meu ver, o sucesso de um bom plano de ação passa por uma identificação criteriosa de quais ações realmente vão refletir no alcance das estratégias e inovações de processos projetadas.  Para que isto aconteça, a análise tem que ser feita por um grupo multifuncional de pessoas com diferentes visões sobre o problema. Assim, o processo de construção dos planos passa a ser colaborativo, fomentando a contribuição de todos e a busca pelo consenso sobre as ações a serem executadas.
Após isto, o plano deve ser finalizado definindo-se prazos e responsáveis para cada ação identificada. O mais importante é conseguir equilibrar a capacidade de trabalho das pessoas, bem como os recursos financeiros disponíveis para execução das ações. Se houver uma sobrecarga de atividades para uma determinada pessoa, o mais comum é ela não conseguir realizar nenhuma delas no prazo e qualidade necessários.
Um bom plano de ação não necessariamente é aquele mais detalhado. Mas sim aquele que é compreendido pelas pessoas envolvidas e que sua execução seja realmente factível. Melhor executar dez ações bem planejadas do que planejar cinquenta ações e conseguir realizar somente duas ou três.



Nenhum comentário:

Postar um comentário