Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

20 de mai de 2012

Supermercado 'aposenta' carrinhos de compras graças à tecnologia QR Code

Por: Guilherme Godin
Em: http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2012/04/supermercado-aposenta-carrinhos-de-compras-gracas-tecnologia-qr-code.html


Uma rede de supermercados recém-inaugurada em Seul, na Coreia do Sul, resolveu dar fim aos carrinhos ou sacolas de compra. A loja usa a tecnologia QR Code para vender seus produtos, e os clientes só precisam apontar seus telefones aos produtos para fazer a compra, colocar os itens em um carrinho virtual e esperar a entrega no endereço escolhido.
Prateleira Virtual onde só tem a foto dos produtos (Foto: Divulgação / Tesco)Prateleira Virtual onde só tem a foto dos produtos (Foto: Divulgação / Tesco)
Localizado na estação de metrô de Seoulleung, o novo supermercado oferece uma prateleira com aproximadamente 500 produtos virtuais.
A ideia da loja, uma filial da rede Tesco montada em parceria com a Homeplus (sócia da Samsung); também agradou redes de outros países. A britânica Ocado e a australiana Woolworth´s, por exemplo, abriram lojas virtuais temporárias sob o mesmo conceito, em um shopping center de Londres e na estação de Town Hall, em Sydney, respectivamente.
Aqui no Brasil, o Grupo Pão de Açúcar anunciou recentemente que está interessado nesta tecnologia. Em um comunicado, o vice-presidente executivo do grupo, Hugo Bethlem, afirmou que algumas lojas da rede já estão iniciando os testes com pagamentos via celular. Este projeto foi desenvolvido em parceria com o banco Itaú e, num primeiro momento, apenas os clientes Itaucard testarão o sistema.
Segundo Bethlem, o Pão de Açúcar já teria a tecnologia necessária para implantar as prateleiras virtuais em São Paulo, mas a rede está com dúvidas onde instalá-las. A dúvida é se vale a pena usar um supermercado para isso, ou se seria melhor locais onde há maior circulação de pessoas, como em um metrô, assim como a rede Tesco fez em Seul.




Nenhum comentário:

Postar um comentário