Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

31 de mai de 2012

Usando formulários em ambientes corporativos

Por: Silvio Rocha
Em: http://www.tiespecialistas.com.br/2012/05/usando-formularios-em-ambientes-corporativos/


O Passado
É muito comum no ambiente empresarial a criação de formulários para as mais variadas necessidades. Desde um preenchimento de cadastro , avaliação de desempenho ou até mesmo um complexo questionário de pesquisa para aferir a opinião de pessoas.

Quando atuei como Consultor de TI dando apoio ao departamento de RH numa das empresas ondei trabalhei, era muito comum receber solicitações para criar formulários de pesquisa para serem usados no ambiente corporativo.

Como sou especialista em desenvolvimento, para interagir com nossos colaboradores de forma prática, rápida e com custo reduzido, optei por criar estes formulários usando uma linguagem de programação própria para WEB (ASP) e armazenava registros num Banco de Dados.

Após a divulgação da pesquisa, era necessário ter uma visão do progresso das respostas dia a dia e a respectiva compilação dos dados. Para isso acontecer de forma automática, gastávamos um bom tempo criando e codificando contadores para cada pergunta do formulário.

Outra requisição era que os dados coletados gerassem gráficos a partir da tabulação das respostas. Assim, eu lançava mão de sub-rotinas auxiliares escritas em Java chamadas de “Applet Java”, que exibiam os gráficos. Porém, tínhamos que perder um bom tempo codificando a página para aceitar estes controles. Veja um exemploclicando aqui.

Resumindo, dependendo da complexidade do formulário o tempo para codificação, testes e aprovação sempre eram muito dilatados.

Apesar de tudo valia a pena, pois no final das contas a apuração era rápida e automática. No entanto, o desenvolvimento nunca era muito ágil, pois dependendo do nível de mudanças exigidas, isto provocava sempre um estouro no prazo de liberação do mesmo.

Hoje, como são feitos os formulários em Cloud Computing?

Se na época tivéssemos a disposição o Google Apps e sua ferramenta de formulários o Google Forms, com certeza a geração do mesmo seria muito rápida e descomplicada.
Comparando as soluções
Comparei os tempos de desenvolvimento de um formulário de “Pesquisa de Clima Organizacional” que fiz e lembro que gastei uma semana de desenvolvimento e mais outras com as mudanças solicitadas pelo RH até chegar à versão final. Resultado: aproximadamente 30 dias de desenvolvimento.
Desafiando o Google Forms
Recentemente me propus ao desafio de codificar o mesmo formulário na versão Google Forms e gastei apenas com 50 minutos. Creio que mesmo com mudanças sugeridas eu não gastaria mais do que 1 dia para estar com o formulário revisado e pronto para publicação. Veja o formulário criado clicando aqui.

Pensando assim, nos cabe uma reflexão: No passado esta ferramenta estava apenas nas mãos de poucos iniciados na arte da programação. Hoje, qualquer usuário com um mínimo de conhecimento desenvolve a mesma aplicação.

Era necessário o gasto em servidores WEB com a linguagem de programação apropriada, aluguel de espaço mais banco de dados. Hoje, basta ter uma conta Gmail (mesmo a gratuita) para ter acesso ao Google Forms e fazer toda a mágica acontecer.

Não há necessidade de se fazer cursos longos e complicados. Qualquer usuário ao ser apresentado a solução, produz formulários cada vez mais sofisticados à medida que utiliza a ferramenta.

Você já experimentou este recurso? Comece a usar ainda hoje sinta como você e sua equipe ganharão agilidade.



Nenhum comentário:

Postar um comentário