Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

17 de out de 2012

A importância do Mentoring para profissionais de TI

Por: 
Em: http://www.tiespecialistas.com.br/2012/08/a-importancia-do-mentoring-para-profissionais-de-ti/


Relembrando um artigo que escrevi sobre as semelhanças do profissional de TI com a chamada Geração Y (http://www.tiespecialistas.com.br/2010/09/profissionais-%E2%80%9Cty%E2%80%9D/) lembrei-me de um comportamento que tem ajudado muito durante a minha carreira, o “Mentoring”. Não foi um processo formal ao estilo dos programas de “Coaching” que tem conquistado e ajudado cada vez mais profissionais no mercado, foi algo inconsciente. Mas refletindo sobre os anos passados, percebo claramente que em várias oportunidades se estabeleceu uma relação de “Mentor” e “Discípulo” com alguma figura mais experiente que eu admirava. Por várias vezes esta figura do “Mentor” me ajudou a compreender, aceitar e algumas vezes até mudar situações que me incomodavam dentro do ambiente coorporativo.

Mas por que considero isso muito importante, principalmente para os profissionais da área de TI? Bom, como algumas das características em comum com a Geração Y, de modo geral, os profissionais de TI tem uma tendência a serem: multitarefas, impacientes, curiosos, se relacionam mais por redes sociais do que presencialmente, tem uma certa desconfiança com imposições hierárquicas e, principalmente, gostam de aprender e fazer as coisas de seu jeito.

Pessoalmente não vejo nada de errado em querer aprender e fazer as coisas “do seu jeito”, mas como o Capitão Nascimento diria: “O sistema, trabalha para resolver os problemas do sistema” e as empresas geralmente não estão muito preocupadas com o “seu jeito” elas querem é resolver o problema delas. Assim, muitas vezes acaba sobrando pouco espaço para a criatividade, curiosidade e a independência.

Para nos ajudar a perceber estes mecanismos internos que entra a figura do “Mentor”. Alguém com muitos anos de experiência a mais que você, que irá lhe ajudar a desbravar os mecanismos ocultos do “sistema” (ou melhor, das empresas).

Como comentei acima, não precisa ser um compromisso formal, mas que tal você escolher um profissional mais velho que você admira e convide-o para tomar um café de vez em quando. Você perceberá que através destes encontros você terá oportunidades de:

-Compartilhar conquistas, mas também frustações. Aproveitando a experiência de alguém que provavelmente já deu “cabeçadas” como as suas e superou a situação;

-Ser aconselhado. O seu Mentor provavelmente vai conhecer melhor os processos políticos internos da sua organização, mostrando quem pode lhe ajudar e quem provavelmente só vai lhe atrapalhar;

-Ser provocado. Pois através de provocações muitas vezes somos desafiados e paramos para olhar os problemas e situações de diferentes perspectivas;
Então trate com carinho aquele dinossauro corporativo que você algumas vezes precisa ajudar a configurar seu tablet, pois ele pode te ajudar muito mostrando os mecanismos ocultos das organizações, o que pode ser fundamental na hora que você estiver de olho em uma promoção ou aumento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário