Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

26 de mar de 2013

MIT e Harvard oferecem juntas educação online

Por: 
Em: http://tecnoblog.net/100316/edx-mit-harvard-educacao-online/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+tecnoblog+%28Tecnoblog+-+Di%C3%A1rio+tecnol%C3%B3gico%29


Um bom sinal de que o tempo não pára, especialmente no que diz respeito à educação, ocorre toda vez que uma grande iniciativa é implantada. E se juntarmos grandes nomes da academia e as últimas tecnologias disponíveis, não é apenas um bom sinal. É um avanço real.
A Harvard University e o MIT juntaram esforços comuns e mais de R$ 118,6 milhões para disponibilizar uma nova plataforma online de ensino acadêmico complementar, o EdX.
edX: educação de alto nível online? Sim, bastará acesso à internet.
Anant Agarwal, presidente da EdX transcorreu extensamente sobre todos os detalhes do projeto em uma conferência de imprensa. O projeto baseia-se nas experiências bem-sucedidas com a plataforma de código livre do MIT chamada MITx (via o OpenCourseWare, com +10 anos de experiência) e em todos os cursos complementares que a HardvardX tem oferecido em formato online nos últimos anos.
A meta é oferecer cursos com a mesma qualidade e padrões destas duas renomadas instituições – e outras grandes universidades no futuro – para qualquer pessoa que possua uma conexão regular de internet. O formato básico dos cursos envolverá aulas em vídeo, atividades online provenientes da plataforma e também o engajamento do aluno em uma série de atividades complementares que vão desde quizz até a possibilidade de interagir com parte dos professores e tutores online.
Rafael Reif, reitor do MIT, destacou  que a empreitada visionária também leva em conta o caixa de ambas as instituições, informando que “Certamente haverão esforços para assegurar que o edX não drene os orçamentos de nenhuma das instituições (…) e existirão diversas maneiras de monetizar o edX. Entretanto, compartilhá-las nesse momento seria algo um pouco prematuro”.
A enorme iniciativa está em consonância com outros projetos igualmente interessantes, como o Khan Academy para dispositivos portáteis, assim como o novo e interessantíssimoTED ED ”Lessons Worth Spreading” (idealizado pelo TED). Este último permite que professores possam mesclar os vídeos do acervo TED ED ou qualquer outro vídeo na internet à uma robusta plataforma de apoio ao seu cronograma de aulas presenciais.
Aliás, o próprio painel de apresentadores do edX – composto por seus respectivos presidentes e reitores – foi uníssono em qualificar o formato criado pelos vídeos do projeto da Khan Academy como sendo o novo padrão para essa nova seara de ensino associado à tecnologia, definindo-o como o “grande líder dessa revolução educacional online (…) um projeto sem fins lucrativos”.
Os cursos do edX, entretanto, oferecerão apenas certificações de conclusão (com as suas respectivas notas obtidas) e serão inicialmente gratuitos. Todavia, estes certificados não asseguram aos alunos quaisquer créditos sobre as disciplinas cursadas válidos para nenhuma das instituições que as oferecerem por meio da plataforma.
O que do ponto de vista tanto do aproveitamento do conteúdo quanto à sua entrega em um alto nível, pouco importa.





Nenhum comentário:

Postar um comentário