Postagem em destaque

Procurando Profissional em Análise de Processos de Negócios, BPM, BPMS e Melhoria de Processos, para atuar na Região Metropolitana de Belo Horizonte?

Marco Gandra Brasileiro – Casado 41 anos - CNH B Nascido em Belo Horizonte e-mail gandraribeiro@gmail.com ...

Pesquisar neste blog

31 de mar de 2013

O fracasso é inevitável, diz Eric Ries, guru de startups

Por: 
Em: http://info.abril.com.br/noticias/carreira/o-fracasso-e-inevitavel-diz-eric-ries-guru-de-startups-04052012-24.shl

São Paulo – Esqueça tudo o que você aprendeu sobre como criar uma empresa. Deixe o plano de negócios na gaveta, não desperdice tempo e dinheiro em um produto completo e escute o que o seu cliente tem a dizer. É isto o que defende uma das teorias mais discutidas no universo empreendedor atual, a lean startup, ou startup enxuta, encabeçada por Eric Ries. Empreendedor e investidor-anjo, Ries é autor do livro “A Startup Enxuta”, recém-lançado no Brasil, e viaja o mundo ensinando os futuros empreendedores uma nova forma de enxergar os negócios.

Depois de uma empresa fracassada, Ries começou a repensar tudo o que sabia sobre empreendedorismo e administração e chegou à tão falada metodologia. No lean startup, os empreendedores usam o mínimo capital e esforço possível e colocam o produto em teste no mercado. São os próprios consumidores que vão dizer onde melhorar, o que gostam ou não e até quanto pretendem pagar por aquilo. Neste modelo, o fracasso não é tão grave assim. "O fracasso é inevitável, porque empreendedorismo é extremamente incerto", diz Ries.

Autor do blog Startup Lessons Learned, o guru das startups do momento falou com exclusividade a Exame.com sobre como chegou a esta metodologia, o que fazer com o plano de negócios e como o fracasso pode ser a chave para o sucesso. Leia ainda, ao final da entrevista, um trecho do livro “A Startup Enxuta” traduzido para o português e publicado pela editora Leya.

ame.com – De onde surgiu a metodologia da startup enxuta?

Eric Ries - A palavra ‘lean’ vem de manufatura enxuta, um método do Japão, que torna empresas mais competitivas. O que eu fiz foi adaptar essas ideias para que elas fizessem sentido no mundo das startups. E eu fiz isso porque, quando eu era um empreendedor, minhas ideias sobre que empresa deveria fazer eram tão malucas que ninguém me ouviria. Eu conseguia ver que dava certo, mas não conseguia explicar a ninguém o porquê. Eu precisava de uma teoria que indicasse porque aquilo dava certo. Então, foi o conceito de manufatura enxuta que me ajudou a explicar.

Exame.com – Na sua visão, qual a importância do fracasso para os empreendedores?

Ries - O fracasso é inevitável, porque empreendedorismo é extremamente incerto. Todos os empreendedores acham que são uma exceção a essa regra e dizem que com eles tudo vai dar certo. Nós frequentemente erramos em detalhes. Só que algumas vezes são detalhes importantes, como se alguém realmente vai usar o seu produto. Já que é inevitável, é melhor fracassar o quanto antes. O que eu tento ensinar aos empreendedores é superar seus fracassos de forma rápida e indolor para que possam aprender com eles como ter sucesso.

1
 
2
 
3


Nenhum comentário:

Postar um comentário