Pesquisar neste blog

23 de ago de 2011

Iniciativas BPM: Metodologia de Gestão por Processos

Iniciativas BPM: Metodologia de Gestão por Processos: É incrível como uma Metodologia é importante para a implantação da Gestão de Processos. Como disse em posts anteriores Governança e Planeja...

22 de ago de 2011

Iniciativas BPM: Planejamento, Projetos e Processos

Iniciativas BPM: Planejamento, Projetos e Processos: Este ano, em um seminário que participei, ouvi por alto que existe uma corrente de pensamento que prega a união do Planejamento, Projetos ...

Iniciativas BPM: Fluxos dos processos

Iniciativas BPM: Fluxos dos processos: É incrível como a maioria das pessoas pensam que o mapeamento do processo se resume ao fluxo. No treinamento que ministro sobre Modelagem ...

Iniciativas BPM: Governança de Processos

Iniciativas BPM: Governança de Processos: Quando pensamos em Gestão de Processos pensamos em estratégia, modelagem, fluxos, melhoria, gestão, indicadores, ferramentas... Estes fator...

10 de ago de 2011

Gestão por Projetos


Prezados (as) Profissionais,

No mundo atual, quando o conhecimento é gerado pela coletividade, grupos afins de profissionais, juntam-se em busca de troca de experiências e desenvolvimento intelectual. Sabemos que você é um profissional excepcional, e gostaríamos de tê-lo em nosso seleto Grupo de Profissionais, que tem a grande missão de conduzir ou trabalhar sob a filosofia de Gestão por Projetos. Portanto, convido-os (as) a cadastrarem no grupo de Gestão de Projetos do LinkedIn:

Atenciosamente,

Marco Gandra – BPM
www.twitter.com/marcogandra

8 de ago de 2011

Inovação: Real x Virtual? Brilhantismo, simples assim!


Para obter o melhor resultado, necessitamos apenas pensar simples, contudo ir além do convencional; além do óbvio:

6 de ago de 2011

ERP5 Open Source

ERP5 Open Source. Este é o primeiro sistema integrado de gestão, também conhecido pela sigla ERP ( Enterprise Resource Planning ), a aderir ao Portal do Software Público Brasileiro.

Algumas referências:

5 de ago de 2011

Sistema Toyota de Gestão

Sistema LEAN


1.Filosofia de longo prazo, mesmo que em detrimento de metas financeiras de curto prazo;
2.Antecipar problemas e resolvê-los o quanto antes;
3.Usar sistemas ´puxados’ para evitar a superprodução;
4.Nivelar a carga de trabalho (Heijunka);
5.Parar e resolver problemas, na primeira tentativa;
6.Melhoria contínua e capacitação;
7.Controle visual;
8.Tecnologia confiável que atenda aos processos;
9.Desenvolver líderes que entenda a filosofia e a ensinem aos outros;
10.Desenvolver equipes excepcionais;
11.Respeitar e desafiar sua rede de parceiros e fornecedores;
12.Ver por si mesmo para compreender a situação;
13.Tomar decisões lentamente por consenso e implantá-las com rapidez;
14.Torna-se uma organização de aprendizagem incansável pela reflexão incansável.

4 de ago de 2011

Um professor irrepreensível, a coletividade.

Prezados,

Muito obrigado pelos comentários que recebo, seja pelo blog, e-mail ou Linkedin.

A Internet é mesmo fantástica. Propor um tema e discuti-lo entre honrosos profissionais, faz-me sentir em sala de aula, de um fantástico curso de MBA, diante de um professor irrepreensível, a coletividade.

Abraços,

Gandra

Balanced Scorecard. O que não é medido não é gerenciado.

Artigo do meu amigo Gideão:


O que não é medido não é gerenciado”, já diziam Robert Kaplan e David Norton, autores da metodologia BSC Balanced Scorecard. Essa metodologia revolucionou o modelo de gestão estratégica. Baseada em Indicadores, com 4 perspectivas bem elaboradas e convergentes levou grandes organizações a mensurar seus KPIs (Key Perfomance Indicator).
Estamos na era da Informação, tida também como a pós-modernidade. Desde meados 1990 quando Kaplan e Norton desenvolveram o BSC tivemos grandes avanços em ambientes corporativos, onde estabelecer metas apenas não era suficiente para alcançar os objetivos. Havia uma lacuna que não era preenchida, faltava mensurar, medir e então gerenciar.
Sabemos que gerenciar envolve habilidades que requer conhecer do seu negócio, com base em sua estratégia, com uma gestão da informação bem focada em cumprir aquilo que foi planejado e realizar a sua missão e visão empresarial.
Sendo assim, não há como gerenciar sem estabelecer relações de causa e efeito da sua empresa. Com o BSC a empresa pode não apenas medir, mas também provar se a estratégia traçada foi ou está sendo cumprida e se as “rodas do trem” estão nos trilhos certos.
Vejamos esse gráfico representativo do BSC.



Leia na integra:

http://www.tiespecialistas.com.br/2011/08/balanced-scorecard-o-que-nao-e-medido-nao-e-gerenciado/