Pesquisar neste blog

3 de fev. de 2020

Isto é Dinheiro - Para onde vai a privacidade?

Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrará em vigor este ano. A grande maioria das empresas ainda não está preparada para se adequar às exigências que irão impactar seus negócios.
Chegou a vez de o consumidor colocar as empresas contra a parede. Essa é a promessa da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra em vigor a partir de 20 de agosto. Além dos clientes, que devem ter suas informações rigorosamente protegidas, a própria legislação esmaga as companhias, ao exigir uma série de responsabilidades para que os dados que elas detêm sejam cuidadosamente armazenados para não serem vazados ou roubados por hackers. Se isso ocorrer, seja por ter sofrido ataque em seu sistema ou por erro no processo de arquivamento, a LGPD prevê multas que variam de 2% do faturamento da empresa a R$ 50 milhões para cada falha constatada. Uma alta punição pecuniária, capaz de quebrar a maioria das empresas do País e que fará, segundo especialistas, com que a lei venha para ficar. As companhias estão assustadas. Mas é lenta a movimentação para se adequar às novas regras, devido à complexidade, às mudanças de processos e cultura e aos custos. Conclusão:

Continue lendo em:
http://info.igti.com.br/SHl

Nenhum comentário:

Postar um comentário